Gaspacho de Tomate-Cereja Assado




Se a vida te der tomate, faz um gaspacho, refresca-te e aprecia!
Das minhas sopas frias favoritas, adoro. Faltava-me experimentar assar o tomate previamente e também foi uma estreia utilizar tomate-cereja para um gaspacho, mas o carregamento foi tal que nem pensei duas vezes. O resultado é muito interessante, tão saboroso que fica. Experimentem nem que seja uma só vez. Quem sabe não vão querer repetir umas e outras vezes...

Gaspacho de Tomate-Cereja Assado

Ingredientes:

800 g de tomate-cereja (usei biológicos)
1/2 pimento vermelho
2 dentes de alho
folhas de oregãos q.b.
2 gemas de ovo cozidas (se gostarem podem utilizar os ovos inteiros)
1 colher de sopa de vinagre xerez
 azeite de boa qualidade q.b. (utilizo Oliveira da Serra)
sal e pimenta moída na altura
folhas coentros frescos se gostarem q.b.

Método:

Lave o tomate, enxugue, corte-os ao meio e coloque sobre uma folha de papel vegetal, tempere com um pouco de sal, pimenta e oregãos , finalize com um fio de azeite. Embrulhe de forma a fazer um papelote, leve ao forno pré-aquecido nos 180 º C cerca de 30 minutos. Retire do forno, espere que arrefeçam antes de abrir o papelote para evitar que se queimem.
Depois de arrefecido, retire-lhes os pés. Coloque dentro de um copo liquidificador (usei a Bimby) os dentes de alho descascados, o pimento já limpo, o vinagre, o azeite e as gemas cozidas. Tempere de sal e pimenta. De seguida triture a média/alta velocidade por 1 a 2 minutos até obter um preparado aveludado. Prove, rectifique o tempero caso seja necessário.
Leve ao frio num recipiente tapado cerca de 1 hora antes de servir. Deve servir-se bem fresco e se gostarem juntem umas folhas de coentros cortadas com as mãos.
Acompanha bem com queijo de paladar intenso, presunto e croutons.




Hambúrgueres de Atum e Courgette





Na correria habitual da semana e sem jantar pensado lá saíram estes hambúrgueres que por sinal ficaram deliciosos. Apresentam-se leves e com uma textura muito interessante, até já os idealizei para noutras ocasiões, trocando o atum por salmão fumado e juntando alho-francês e cenoura.
Estes ficaram redondinhos porque utilizei um aro que tenho para estrelar os ovos, ora sem aro, ficarão com uma aspecto mais rústico, assim um pouco mais espalhados e com os bordos incertos, o que não constitui problema pois o sabor e textura estão lá. São óptimos para levar na marmita do dia seguinte, experimentem!

Hambúrgueres de Atum e Courgette


Ingredientes:
(rendem 7 unidades)

1 courgette média ralada com casca e sem os topos
5 pés de coentros picados (salsa ou hortelã)
3 latas de atum em azeite
120 g de queijo parmesão ralado
1 chávena de chá de farinha de milho
3 ovos M
sal, pimenta e açafrão q.b.
azeite q.b.




Método:

Lave a courgette, retire-lhe os topos e rale-a. De seguida esprema-a num pano de cozinha para lhe retirar parte da água. Coloque dentro de um recipiente fundo, junte a farinha, os ovos, o queijo, os coentros picados, o atum previamente escorrido e lascado finamente (com a ajuda de um garfo por exemplo), tempere de sal, pimenta e açafrão a gosto (não se esqueça de provar). Envolva tudo com alguma paciência para uniformizar o preparado.
Pulverize um pouco de azeite para uma frigideira antiaderente. Espere que aqueça, coloque o aro de metal dentro e preencha com o preparado calcando ligeiramente com uma colher. Deixe cozinhar cerca de 2 a 3 minutos até secar um pouco, retire o aro e vire-o para cozinhar do outro lado por mais 2 ou 3 minutos em lume médio.
Sirva com uma boa salada.

Nota: De acordo com água libertada da courgette, se necessário juntar mais 1 ou 2 colheres de farinha de milho ao preparado, consoante o aspecto.



Gelado de Iogurte com Frutos do Bosque




Os dias amenos convidam a sobremesas frescas, sorrisos e momentos doces, ainda que aqui por casa, não sintamos a falta de pretextos para degustar um bom gelado, de preferência caseiro.
Num deste dias, e a pedido dos filhos fiz este gelado que é do mais prático que há. Com ou sem sorveteira corre sempre bem. Experimentem e logo me dizem.
A quantidade de açúcar que indico nos ingredientes, está de acordo com o nosso gosto pessoal, assim, aconselho a ajustarem de acordo com o vosso.
Quem gosta de gelados de iogurte ponha o dedo no ar!



Gelado de Iogurte com Frutos do Bosque


Ingredientes:

1 frasco de Iogurte grego ligeiro de 1kg (compro no LIDL)
1 chávena de chá de açúcar mascavado
1 chávena de chá de frutos do bosque congelados
raspa da casca de 1/2 limão (só a parte amarela)



Método:

Triture o açúcar com a casca do limão (usei a Bimby, podem usar outro robot de cozinha, por exemplo um liquidificador com capacidade suficiente para o resto dos ingredientes).
Junte os frutos do bosque congelados e volte a bater a uma veleocidade média/alta para triturar. Por ultimo adicione o iogurte e deixe bater a uma velocidade baixa cerca 4 minutos.

Se tiver sorveteira, verta o preparado lá para dentro e coloque a bater cerca de 25 minutos. findo este tempo coloque o preparado numa caixa hermética e leve ao congelador cerca de 5 horas. Minutos antes de servir coloque à temperatura ambiente, cerca de 15 a 20 minutos bastam.

Caso não tenha sorveteira , verta o preparado para dentro de um recipiente hermético, coloque dentro do congelador e de 2 em duas horas bata para destruir os cristais de gelo que se vão formando ao solidificar.  Repita este procedimento 3 vezes enquanto solidifica (5 horas).
Retire do congelador uns minutos antes de servir, cerca de 15 a 20 minutos.





Salteado de Legumes Mexicanos, Camarão e Bulgur




Os dias bonitos levam-nos a refeições mais práticas e leves, aqui por casa sentimos assim.
Hoje, partilho convosco esta refeição saborosa e nutritiva feita com bulgur ou triguilho, um cereal que é uma excelente alternativa ao arroz, massas ou batatas. Alinham? Venham daí comigo!
Para os que ainda não o conhecem, deixo uma breve nota. É feito com trigo inteiro. Pobre em gordura, é integral e rico em fibra e proteína, destaque mererecido para 3 dos minerais que o compõem: ferro, fosforo e magnésio. Um bom alimento portanto!
A preparação é fácil e feita num piscar de olhos, bastam cerca de 15 minutos para o nosso bulgur ficar pronto. Decidi juntá-lo aos legumes e ao camarão em jeito de salada, posso-vos garantir que ficou uma delicia.



Salteado de Legumes Mexicanos, Camarão e Bulgur


(serve 3 a 4 pessoas)

2 chávenas de chá de bulgur biológico
1 embalagem (750g) de legumes mexicanos para saltear (compro no LIDL)
1 colher de chá de gengibre fresco ralado
sumo e raspa da casca de 1 limão
4 dentes de alho picados
4 a 5 colheres de sopa de molho de soja
folhas de hortelã q.b.
1 fio de azeite
1 colher de sopa de manteiga
sal q.b.

Miolo de Camarão Pescanova 80/100 Saboroso, prático e versátil, descongela em cerca de 10 minutos. Basta mergulhar o produto, ainda embalado, em água fria.

Método: 

Prepare o bulgur de acordo com as instruções do fabricante. Eu faço assim: deito para dentro de um  tachinho a quantidade de bulgur pretendida, adiciono depois o dobro de água e tempero com sal, assim que ferve conto 15 minutos, tapo e desligo o lume para repousar. Reserva-se tapadinho.
Passe a embalagem do camarão por água corrente para descongelar. Depois do produto descongelado escorra bem. Tempere com o sumo do limão (reserve a casca deste), alhos picados e o gengibre ralado. deixe a marinar por 15 minutos.
Prepare uma frigideira funda antianderente. Coloque ao lume com um fio de azeite e junte a embalagem dos legumes mexicanos, adicione o molho de soja, envolva e deixe a saltear por alguns minutos ( 8 a 10), polvilhe com a raspa fina da casca do limão.  Prove e corrija o tempero, se necessário junte mais uma pouco de molho de soja. Desligue o lume e reserve.
Escorra o liquido da marinada do miolo de camarão. Ponha ao lume uma frigideira com a colher de manteiga, espere que aqueça e junte o camarão, levante o lume nesta altura e salpique com um pouco de sal , mexa e deixe cozinhar 2 a 3 minutos dos dois lados, sacudindo a frigideira para não deixar queimar. Retire do lume e adicione ainda quente aos legumes reservados.
Sirva por cima do bulgur reservado, devendo depois envolver com o garfo no próprio prato, para que os sucos se misturem e os sabores se uniformizem. Se gostarem, juntem umas folhinhas de hortelã conferem uma frescura tão boa aos pratos.






Cevadinha Primavera com Atum




Ando cada vez mais rendida aos cereais integrais. O protagonista de hoje, é a cevada ou cevadinha (como é conhecida na versão em grão). Alimento base da salada que vos falo adiante. É também uma óptima escolha se a quisermos incluir em sopas, e há até quem a substitua ao arroz para fazer deliciosos risottos, ou mesmo enriquecer a massa de pães (utilizando em forma de farinha). É nutricionalmente muito rica, razão pela qual a devemos ter presente mais amiúde na nossa alimentação.
Sendo um cereal integral necessita de demolhar cerca de 4 a 8 horas, ou a noite toda. Depois é escorrer bem a água e cozê-la na panela de pressão, bastam cerca de 30 minutos.
Inspirei-me no livro da Marta Horta Varatojo e fiz esta salada que decidi juntar também atum.Tão rica, colorida e saborosa, penso que o nome "Cevadinha Primavera" lhe acenta como uma luva 😉
Se quiserem dar-lhe uma certa frescura, finalizem com folhas de hortelã picadinhas ou manjericão. E na altura de a servirem não se esqueçam de ralar casca fina de limão por cima dos pratos, vão gostar, fica uma delicia!




Usem e abusem das aromáticas vivas. Não só dão cor e frescura aos nossos pratos, como intensificam sabores tornando-os mais apaladados, o que também nos permite reduzir substancialmente a quantidade de sal. Assim sendo, as aromáticas devem integrar os temperos das nossas refeições.
Neste prato usei a hortelã, mas se preferirem podem juntar manjericão, salsa ou coentros. É como mais gostarem.



Cevadinha Primavera com Atum


Ingredientes:
(serve 3 a 4 pessoas)

1 chávena (chá) de cevada integral 
1 chávena (chá) de ervilhas (usei congeladas)
1 chávena (chá) de milho (usei congelado)
feijão verde redondo q.b.
1 cenoura cortada em cubinhos
1 cebola picada
vinagre de ameixa* q.b. (este vinagre contém sal marinho, o que se aconselha a redução de sal no resto dos alimentos). 
2 dentes de alho
3 a 5 pés de hortelã
raspa fina da casca de 1 limão
sal marinho q.b.
azeite q.b.
Atum ao natural quantidade a gosto 

* O vinagre de ameixa encontram nas lojas Celeiro


Método:

Demolhar a cevada durante 4 a 8 horas, ou a noite toda.
Cozinhar a cevada na panela de pressão durante 30 minutos. Para 1 chávena de cevada use 3 de água. Tempere com um pouco de sal marinho.

À parte, faça um refogado com azeite e alhos, junte a cenoura e a cebola cortados em cubinhos.
De seguida junte as ervilhas, o milho e o feijão verde partido em tiras. Tempere com um pouco de sal marinho. Cozinhe durante uns 15 minutos ou até verificar que os legumes estão macios e tempere com o vinagre de ameixa.

Escorra bem a cevada depois de cozinhada e envolva bem nos vegetais. Por fim junte o atum e volte a envolver. Misture a hortelã picadinha e polvilhe com a raspa da casca do limão.

Sirva morno ou frio. É óptimo para levar na marmita no dia seguinte.




Bons cozinhados!


Folar de Flores Recheadas [Chocolate, Avelãs e Canela]




Corre o Abril e o mês vai tão embalado. O plano era vir até aqui deixar-vos uma receita mais cedo, mas não consegui.
Tenho aproveitado os dias bonitos para aligeirar as refeições cá de casa e fazer alguns passeios a pé, e basta-me acreditar que estou no bom caminho, porque sinto que é para continuar. Até porque este mês, conto com pelo menos três celebrações a que não posso fechar a boca, quando penso nisso...  Ah, e a Páscoa que está já ali ao virar da esquina, já se deram conta? Verdadeiras provas de fogo para quem como eu, aprecia os prazeres da boa mesa.





Hoje trago-vos o folar das flores. Rima com a Primavera e com a Páscoa, e é também o preferido dos meus filhos. Costumo pegar na receita base e fazer algumas alterações ao recheio original. Reduzi a quantidade de margarina no interior das flores, não fica seco e continua macio, preferimos assim. Também troquei o mel por geleia de arroz, juntei avelãs ligeiramente torradas e gotas de chocolate. Desta vez não adicionei erva-doce à massa. Resumidamente foram as alterações feitas este ano. Correu bem, aliás acho que esta receita pouco ou nada tem para falhar, é repetida ano após ano, com o entusiasmo de sempre.
A Bimby misturou e amassou, e as mãos levaram o carinho à massa. Rechearam, desenharam e juntaram as flores. É fácil de preparar, visualmente é muito bonito e fica com um miolo guloso e fofinho. Experimentem e logo me contam!
Aproveito para vos desejar uma Páscoa muito docinha e feliz 🐣


Folar de Flores Recheadas [Chocolate, Avelãs e Canela]

Receita ligeiramente adaptada do Figo Lampo

Ingredientes para a massa:

550 g de farinha de trigo
15 g aprox. de fermento fresco (ou cerca 7 g do biológico seco)
sumo de 1 laranja
70 ml de leite amornado
30 ml de aguardente
30 g de banha amolecida
70 g de margarina amolecida
1 ovo
1 colher de sopa de geleia de arroz (podem usar mel)
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 pitada de sal

Ingredientes para o recheio das flores:

100 g de gotas de chocolate negro (usei da Vahiné)
50 gramas de avelãs tostadas e cortadas grosseiramente
açúcar amarelo e canela q.b.
geleia de arroz q.b. (podem usar mel)

Se quiserem amassar na Bimby:

Dilua o fermento no leite amornado.
Coloque todos os ingredientes da massa no copo da bimby com excepção da farinha.
Programe 2 minutos à temperatura de 37 º C à Velocidade 4
Junte a farinha e programe 20 segundos à velocidade 5/6
Por ultimo programe mais 6 minutos Velocidade espiga

De seguida proceda à montagem do folar*


Método tradicional :

Coloque a farinha e o sal num recipiente fundo e abra uma cavidade no centro. Desfaça o fermento no leite morno e coloque-o nessa cavidade. Junte o açúcar, a canela, as gorduras, o ovo, o sumo de laranja e a aguardente. Retire a farinha da periferia para o centro e amasse muito bem até obter uma massa macia. Coloque-a num recipiente, cubra com um pano e deixe levedar até dobrar o volume.

A montagem do folar*

Retire a massa para uma superfície enfarinhada e divida-a em 8 a 10 porções do mesmo peso (consoante o tamanho pretendido).
Pincele as flores com um pouco de margarina amolecida, polvilhe com um pouco da mistura de açúcar e canela, e leve ao forno pré-aquecido a 190 º C durante aproximadamente 30 a 35 minutos, dependendo dos fornos. Desenforme depois de frio.


Estique uma de cada vez com ajuda do rolo (deverá ficar bem fina) até obter rectângulos (aproximadamente 8 x 24cm). Pincele com um pouco de margarina derretida, polvilhe com um pouco da mistura de canela e açúcar, distribua as avelãs partidas grosseiramente e as gotas de chocolate . Por fim regue com a geleia de arroz ou com o mel (1 colher de sopa cheia) e enrole como se fosse uma torta. Proceda da mesma forma com as restantes porções de massa. 
Numa forma redonda (21cm) forrada com papel vegetal e untada com manteiga, disponha de uma flor ao centro (fiz uma maior para o centro) e as restantes em volta. Deixe algum espaço entre elas para que possam crescer no segundo processo de levedação. 
Tape a forma com um pano e deixe levedar de novo até dobrar o volume.
Se verificar que o topo começa a queimar cubra a forma com papel de alumínio.
retire do forno e ainda quente pincele a superfície com um pouco de geleia de arroz ou em alternativa um pouco de mel.





Cubinhos de Frango com Noodles de Courgette




A sugestão de hoje foi totalmente inspirada numa receita do Chef Hernâni Ermida, porém com algumas adaptações.
Para conseguir os noodles de courgette, contei com a preciosa ajuda do espiralizador de legumes. Uma ferramenta muito útil e prática, que nos permite dar a forma de esparguete a algumas frutas e legumes (rabanete, pastinaca, cenoura, batata-doce, batata, courgette, beterraba, maçãs...) enriquecendo o aspecto visual dos pratos e por outro lado, promovendo uma alimentação mais saudável.



Cubinhos de Frango com Noodles de Courgette


Ingredientes:
  • 600 g de peito de frango
  • 4 courgettes 
  • 1 pimento vermelho 
  • 150 g de quinoa
  • 500 ml de caldo de legumes
  • alho em pó q.b.
  • 1 cebola média picada
  • 1 dente de alho picado finamente
  • 4 colheres de sopa de polpa de tomate
  • Sal e pimenta acabada de moer
  • azeite q.b.

Método:

Corte o peito do frango em cubos pequenos. Tempere com um pouco de sal e com o alho em pó. 
Leve ao lume um tacho com o azeite, deixe aquecer, junte o frango e mexa até ficar solto.
Junte a cebola, o pimento e o dente de alho picados finamente. Mexa e misture. Deixe cozinhar em lume brando durante 5 minutos.
Junte a polpa de tomate e acrescente 200 ml  de caldo de legumes e mexa, tape e deixe cozinhar em lume brando durante 15 minutos. Verifique o sal e tempere com pimenta moída na altura.
Leve ao lume um tacho com o resto do caldo, deixe ferver e junte a quinoa, previamente lavada. Mexa e deixe ferver. Reduza o lume, tape e deixe cozinhar até que todo o líquido evapore.
Desligue o lume e deixe repousar. Lave as courgettes e corte as extremidades. Corte-as em tiras com a ajuda de um espiralizador. Depois, leve a cozer em água a ferver durante 1 minuto.
Escorra e depois junte ao frango. Misture, adicione a quinoa e sirva de imediato.